O Louvor a Deus

Arauto_louvor

Porque louvamos a Deus? O louvor é uma expressão de alegria e de gratidão por tudo aquilo que Deus fez por nós, pela sua bondade e misericórdia para com o Homem pecador. O verdadeiro louvor nasce da nossa comunhão com Deus e conhecimento da sua Palavra, que nos leva a reconhecer o infinito amor de Deus.

De salientar que o nosso louvor deve ser constante. Devemos dar graças a Deus por tudo aquilo que nos deu, quer estejamos a passar por um momento de tranquilidade e felicidade, quer estejamos no meio da mais dura tribulação, expressando confiança em Deus em todos os momentos da nossa vida. Para além disso, devemos louvar a Deus em tempo e fora de tempo, ou seja, não só dentro da Igreja, mas também na nossa casa, junto da nossa família, na nossa escola, emprego… Não devemos ter medo de louvar a Deus, mesmo na presença de pessoas que não são crentes (Mateus 10:32-33).

O louvor a Deus é muito associado à música. No entanto, a falta de dotes musicais não nos deve impedir de louvar a Deus. Na verdade, podemos ter excelentes dotes ao nível da música e louvar a Deus de forma hipócrita; ou não ser dotado para a música e adorar a Deus em espírito e em verdade mesmo assim. Com efeito, o louvor a Deus não se manifesta apenas pela música: podemos louvar através de outras formas de arte, através do nosso  trabalho, serviço a Deus… Podemos (e devemos)  louvar a Deus através da nossa própria vida, na forma como nos relacionamos com os outros e como obedecemos à Palavra de Deus.

print