O Poder da Nossa Língua

Arauto_lingua

Parece incrível como algo tão pequeno como a nossa língua possa afetar tão grandemente as nossas vidas a todos os níveis. Se é verdade que o que dizemos influencia os nossos relacionamentos, bem como o exemplo que transmitimos aos outros, também é verdade que a língua permite-nos lançar sementes para a nossa vida que podem ser boas ou más.

Através da nossa língua podemos dizer a verdade, ocultá-la, ou mesmo enganar os outros. Podemos usar a língua para ensinar, para provocar dissensões entre os que nos são próximos ou lisonjear alguém, entre tantas outras coisas.

Por outro lado, tudo aquilo que nós dizemos sobre as nossas vidas ou as vidas dos outros pode ser visto como uma semente que, mais cedo ou mais tarde, acabará por dar os seus frutos, ou seja, acabará por se concretizar. As consequências daquilo que dissermos serão boas ou más dependendo do facto de as nossas palavras serem elas próprias boas ou más.

Por fim, as nossas palavras acabam por ser um espelho de nós mesmos, já que “(…) do que há em abundância no coração, disso fala a boca (…)” (Mateus 12:34).

É impossível para o ser humano dominar a língua por completo, no entanto, possuímos a responsabilidade de a controlar e utilizar para o bem. Assim, também a nossa língua deve ser utilizada para o louvor a Deus, bem como para a nossa própria edificação e daqueles que nos estão próximos.

print